sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Momento Mãe Dinah com o Grammy 2014 (parte 3)

Continuando a série de apostas sobre as principais categorias do Grammy, vamos às categorias principais de rock e rap, que como eu falei na última postagem, são meus dois estilos musicais favoritos.

Os indicados a melhor performance de rock são:
"Always Alright" — Alabama Shakes
"The Stars (Are Out Tonight)" — David Bowie
"Radioactive" — Imagine Dragons
"Kashmir" (Live) — Led Zeppelin
"My God Is The Sun" — Queens Of The Stone Age
"I'm Shakin'" — Jack White


Essa categoria é uma das de maior nível em todo o grammy (na verdade as categorias de rock em geral). "Always Alright", do Alabama Shakes, é uma ótima música, principalmente pelo órgão e a voz espetacular da vocalista Brittany Howard. "I'm Shakin" tem um grande riff, como é usual nas músicas do Jack White, e uma atmosfera vintage muito legal. "My God is The Sun" é muito boa, e não podia ser diferente se tratando da banda de Josh Homme. "The Stars (Are Out Tonight)" é excelente, assim como tudo que David Bowie faz. "Radioactive" também é muito boa, e alcançou um sucesso comercial que nenhuma das outras aqui conseguiu, sendo inclusive nomeada para a categoria gravação do ano. Só que "Kashmir" é um clássico eterno da música, e não há como não se arrepiar ouvindo os primeiros acordes da música, que aqui concorre por sua versão ao vivo no show "Celebration Day", reunião do Led Zeppelin, com Jason Bonham na bateria, ocorrida em 2007. A versão é impecável, e mostra toda a qualidade vocal de Plant, a técnica de Page e John Paul Jones e mostra que Jason faz um trabalho que não fica muito aquém do seu pai, John. Por tudo isso, espero muito que Kashmir saia vencedora nessa categoria.

Os indicados a melhor álbum de rock são:
"13" — Black Sabbath
"The Next Day" — David Bowie
"Mechanical Bull" — Kings Of Leon
"Celebration Day" — Led Zeppelin
"…Like Clockwork" — Queens Of The Stone Age
"Psychedelic Pill" — Neil Young With Crazy Horse


São quatro lendas do rock e duas bandas mais recentes com muita qualidade. Não tive tempo de escutar todos os álbums (os que eu ouvi são fantásticos), então vou chutar que a academia de gravação vai dar o prêmio ao "The Next Day", que marca o retorno do camaleão David Bowie e foi muito bem avaliado pela crítica.

Os indicados a melhor música de rock são:
"Ain't Messin 'Round" -- Gary Clark Jr., songwriter (Gary Clark Jr.)
"Cut Me Some Slack" -- Dave Grohl, Paul McCartney, Krist Novoselic & Pat Smear, songwriters (Paul McCartney, Dave Grohl, Krist Novoselic, Pat Smear)
"Doom And Gloom" -- Mick Jagger & Keith Richards, songwriters (The Rolling Stones)
"God Is Dead?" -- Geezer Butler, Tony Iommi & Ozzy Osbourne, songwriters (Black Sabbath)
"Panic Station" -- Matthew Bellamy, songwriter (Muse)

 
Essa categoria está muito difícil de apostar em um vencedor. Todas as músicas são muito boas e são muito diferentes entre si. Temos o blues rock de Gary Clark Jr. em "Ain't Messin 'Round", a explosiva mistura de grunge e hard rock em "Cut Me Some Slack", que reuniu os ex-integrantes do Nirvana, Dave Grohl, Krist Novoselic e Pat Smear com o ex-beatles Paul McCartney, o heavy metal típico do Black Sabbath em "God is Dead?", o funk-rock de "Panic Station" e o rock clássico dos Stones em "Doom and Gloom". Bem, como eu sou muito fã do Paul e me viciei na música no instante em que ouvi, aposto na vitória de "Cut Me Some Slack", mas qualquer resultado seria muito merecido nessa categoria.

Passando ao rap, os indicados a melhor performance de rap são:
"Started From The Bottom" — Drake
"Berzerk" — Eminem
"Tom Ford" —  Jay Z
"Swimming Pools (Drank)" — Kendrick Lamar
"Thrift Shop" — Macklemore & Ryan Lewis Featuring Wanz


Started From The Bottom tem um refrão viciante e uma batida muito boa, Tom Ford é uma das melhores do Magna Carta Holy Grail, Swimming Pools (Drank) é sensacional, assim como Thrift Shop, que seria a minha escolha caso um certo rapper de Detroit não tivesse lançado a música "Berzerk" a tempo. É uma música que mistura muito bem rap e rock, lembrando muito o rap dos anos 80 (Run DMC, Beastie Boys, etc.) e que contagia qualquer um.

Já os indicados a melhor colaboração de rap são:
"Power Trip" — J.Cole Featuring Miguel
"Part II (On The Run)" — Jay Z Featuring Beyoncé
"Holy Grail" — Jay Z Featuring Justin Timberlake  
"Now Or Never" — Kendrick Lamar Featuring Mary J. Blige
"Remember You" — Wiz Khalifa Featuring The Weeknd


Não é por eu ser um fã assumido tanto do Jay-Z, quanto do Justin Timberlake, mas Holy Grail é uma música excepcional, pelos versos do Jay e pela parte cantada por JT. É claro que os concorrentes são muito fortes, principalmente "Power Trip", dos ótimos J Cole e Miguel, "Now or Never", dos também excelentes Kendrick Lamar e Mary J. Blige.

O Grammy de melhor álbum de rap pode sair para:
Nothing Was The Same — Drake
Magna Carta…Holy Grail — Jay Z
Good Kid, M.A.A.D City — Kendrick Lamar
The Heist — Macklemore  & Ryan Lewis
Yeezus — Kanye West


Aqui também é muito difícil apontar o vencedor. É claro que os álbums do Kendrick e da dupla Macklemore e Ryan Lewis são favoritos, visto que concorrem ao prêmio de álbum do ano. No entanto, Yeezus foi um sucesso de crítica, com seus experimentalismos geniais, e "Nothing Was The Same" também é muito bem visto pela crítica e pelo público. Acho que só o álbum do Jay está um pouco abaixo aqui, apesar de ser muito bom. Mas pra decidir logo, fico com o "Good Kid, M.A.A.D. City", do Kendrick.

Os indicados a melhor música de rap são:
"F***in' Problems" -- Tauheed Epps, Aubrey Graham, Kendrick Lamar, Rakim Mayers & Noah Shebib, songwriters (ASAP Rocky Featuring Drake, 2 Chainz & Kendrick Lamar)
"Holy Grail" -- Shawn Carter, Terius Nash, J. Harmon, Timothy Mosley, Justin Timberlake & Ernest Wilson, songwriters (Kurt Cobain, Dave Grohl & Krist Novoselic, songwriters) (Jay Z Featuring Justin Timberlake)
"New Slaves" -- Christopher Breaux, Ben Bronfman, Mike Dean, Louis Johnson, Malik Jones, Elon Rutberg, Sakiya Sandifer, Che Smith, Kanye West & Cydell Young, songwriters (Anna Adamis & Gabor Presser, songwriters) (Kanye West)
"Started From The Bottom" -- W. Coleman, Aubrey Graham & Noah Shebib, songwriters (Bruno Sanfilippo, songwriter) (Drake)
"Thrift Shop" -- Ben Haggerty & Ryan Lewis, songwriters (Macklemore & Ryan Lewis Featuring Wanz)


Aqui a disputa é boa, mas fico com Holy Grail. O modo como Jay-Z e JT abordam os altos e baixos da vida de celebridade, incluindo os versos de "Smells Like Teen Spirit", é incrível. De qualquer forma, a crítica aos consumismo em "Thrift Shop", e à sociedade racista em "New Slaves" também são muito boas. As outras músicas são igualmente boas, mas não acho que sejam favoritas ao prêmio.

Bom, assim eu encerro o momento Mãe Dinah do Grammy, mas volto a comentar minhas apostas após o dia 26, dia da premiação, e espero ter um bom desempenho nas categorias em que dei minha opinião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário